Que Dia é Hoje?

14/4/1865
Abraham Lincoln é assassinado por John Wilkes Booth

Em meio a essas tensões da Guerra de Secessão, os Estados Unidos formaram dois blocos distintos, os escravistas do Sul e os abolicionistas do Norte. A questão estava muito além de ser política ou humanitária somente, os estados do Norte defendiam a abolição por acreditar que ela aumentaria o mercado consumidor e geraria mão de obra mais barata. Já os estados do Sul se beneficiavam da mão de obra escrava e lucravam com os altos preços do mercado escravagista.

O estopim para essa guerra foi a eleição de Abraham Lincoln pelo Partido Republicano, que representava a região norte. Após a eleição de Lincoln, os sulistas romperam com a União e formaram os Estados Confederados da América.

Simpatizante dos confederados e radicalmente contra a abolição dos escravos, John Wilkes Booth era um conhecido ator de teatro na época e crítico ferrenho da administração presidencial de Lincoln, especialmente depois a derrota dos sulistas na Guerra Civil. Lincoln foi morto por John Wilkes Booth com um tiro na cabeça no Teatro Ford, ao lado de sua esposa e dois convidados. O plano original seria assassinar, também, William H. Seward, secretário de estado, e o vice-presidente Andrew Johnson.