Que Dia é Hoje?

25/4/1974
Começa a Revolução dos Cravos

A Revolução dos Cravos foi um golpe de estado ocorrido em Portugal, que levou à queda do poder da ditadura salazarista, iniciada por António Oliveira Salazar e finalizada por Marcelo Caetano. Por causa do regime político salazarista, Portugal vivera 48 anos de isolamento em relação às outras nações, além de sofrer as limitações de uma ditadura de características fascistas e colonialistas. Uma das causas da impopularidade do regime eram as ocupações colonialistas em países africanos, onde morreram centenas de soldados portugueses.

No dia 25 de abril de 1974, um grupo de oficiais portugueses, conhecido como MFA (Movimento das Forças Armadas), que havia se reunido contra a ditadura, deu início ao golpe, feito em etapas. A primeira parte foi anunciada pela música “E Depois do Adeus”, emitida pelos Emissores Associados de Lisboa. A canção era um sinal previamente combinado para que os oficiais tomassem suas posições.

A segunda etapa começou minutos depois, com a transmissão da música “Grândola Vila Morena”, emitida pela Rádio Renascença. Assim começava a execução do golpe. Uma das principais ocupações naquele dia foi do Terreiro do Paço, uma importante praça de Lisboa.

O regime salazarista tentou reagir, mas Marcelo Caetano acabou se rendendo. Contudo, ele fez a exigência de que o poder fosse entregue ao general António de Spíndola, não-pertencente ao MFA. Logo depois, Marcelo Caetano seguiu para a Ilha da Madeira, de onde sairia para exilar-se no Brasil.

No dia seguinte, a população reuniu-se em festa pelas ruas de Lisboa, feliz pelo acontecido e em solidariedade pelos soldados revoltosos que restituíram a democracia de Portugal. Alguém – há várias teorias sobre a identidade da pessoa – distribuiu cravos vermelhos aos soldados, que colocaram as flores no cano das armas. Assim, a revolução ficou conhecida como Revolução dos Cravos.

Conteúdos relacionados
» Cantando História- Revolução dos Cravos