Que Dia é Hoje?

20/1/1567
Expulsão dos franceses do Rio de Janeiro

A supremacia ibérica na corrida colonial desagradou muitas nações europeias que estavam carentes de colônias e se empenhavam na invasão e ocupação das Américas portuguesa e espanhola. Foi o caso dos franceses, que se fixaram na região da Baía de Guanabara em 1555, com o intuito de criar a França Antártica. A escassa defesa do território colonial português facilitou o estabelecimento dos estrangeiros, que ali permaneceram por doze anos.

Em 1565, teve início a ofensiva lusitana para expulsão dos invasores. As forças lideradas por Estácio de Sá se estabeleceram entre os morros Cara de Cão e Pão de Açúcar e, em 1° de março, o jovem explorador ali fundou a cidade de São Sebastião do Rio de Janeiro. Liderados pelo almirante Nicolas de Villegagnon, os franceses contavam com o apoio dos índios Tamoios, tradicionais inimigos dos Temiminós, aliados dos portugueses. Após dois anos de confrontos, Mem de Sá trouxe reforços das capitanias da Bahia e São Vicente, majoritariamente indígenas, mobilizadas pelos padres jesuítas.

Em 20 de janeiro de 1567, dia de São Sebastião (padroeiro da recém-fundada cidade), os portugueses conseguiram vencer os últimos redutos de resistência francesa, em Uruçu-mirim (atual praia do Flamengo) e Paranapuã (atual Ilha do Governador). Uma grande mística envolve a narrativa desta batalha que expulsou os franceses: de acordo com os relatos, o próprio São Sebastião teria participado da luta em prol dos portugueses. O líder da ofensiva lusitana, Estácio de Sá, tal qual o santo, foi gravemente ferido por uma flecha durante a batalha de Uruçu-mirim, vindo a falecer um mês mais tarde, provavelmente por septicemia decorrente do ferimento.