Que Dia é Hoje?

7/10/1905
Morre de Pedro Américo, artista brasileiro
Pedro Américo de Figueiredo e Melo, um dos principais nomes da pintura histórica brasileira e um dos artistas mais famosos de sua época, foi escolhido como desenhista da missão científica do naturalista francês Louis Jacques Brunet, para estudar a flora e da fauna do Nordeste do Brasil. Na época, Pedro Américo tinha apenas 10 anos. 

O artista se formou em Belas Artes no Rio de Janeiro e obteve uma bolsa de estudos dada pelo imperador Pedro II indo para a Escola de Belas Artes em Paris, na França, onde se aperfeiçoou com os pintores Jean-Auguste-Dominique Ingres e Horace Vernet. Na ocasião, cursou filosofia e literatura na Universidade Sorbonne, além de iniciar o estudo da física no Instituto Ganot e escrever poemas, estudos e romances. Entre suas obras literárias e filosóficas, destacam-se "A Reforma da Academia de Belas Artes de Paris", "Discursos sobre a Estética e Ciência e os Sistemas". 

De volta ao Brasil, tornou-se professor de desenho da Academia Imperial de Belas Artes. Aos 43 anos assinou um contrato com o governo do estado de São Paulo, em 14 de julho de 1886, para pintar a "Proclamação da Independência". Seus quadros mais conhecidos são "Batalha do Avaí", "Grito do Ipiranga", "Judith e Holofernes", "Rabequista Árabe" e “Tiradentes esquartejado". 

Américo morreu em Florença, aos 62 anos, e foi enterrado na Paraíba, a pedido do governo do estado.