Que Dia é Hoje?

8/1/1642
Morre Galileu Galilei
Galileu Galilei, físico e matemático italiano, foi um importante cientista do século XVI. Suas descobertas incluem a frequência constante dos pêndulos independentemente de sua amplitude, a balança hidrostática e a teoria heliocêntrica. Esta última de grande repercussão, principalmente junto à Igreja Católica, que a considerou heresia.

As doutrinas oficiais da época, baseadas nas concepções do filósofo grego Aristóteles, relatavam que a Terra era o centro do universo. No entanto, em 1609, ao descobrir o telescópio fabricado por um artesão holandês, Galileu deu início aos estudos que romperam com as idéias do filósofo e inauguraram uma nova organização dos planetas no espaço.

Baseado também nas teorias de Copérnico, o cientista afirmou que a Terra se movia em torno do Sol e não o contrário. Em 1610, Galileu despertou atenção da comunidade acadêmica ao publicar "Mensageiro das Estrelas", onde divulgou a nova teoria além de outras descobertas como as quatro luas de Júpiter.

Somente em 1632 o cientista publica "Diálogos sobre os Dois Grandes Sistemas do Mundo", um livro escrito em forma de conversa entre três pessoas no qual são comparadas as cosmologias de Ptolomeu e Copérnico sempre defrontadas com a sua própria. Os argumentos da publicação logo ganharam notoriedade e despertaram a ira da Igreja Católica com o seu Tribunal da Inquisição. O processo de tornou famoso por julgar o homem que deu origem ao maior “escândalo da cristandade”.

Em 22 de Junho de 1633, Galileu foi julgado e, a fim de evitar a pena de morte, se retratou afirmando que a teoria heliocêntrica não passava de suspeitas não confirmadas. Como punição, além da retratação, o Tribunal do Santo Oficio impôs a Galileu a pena de prisão domiciliar perpétua e a repetição, semanal, por três anos, dos sete salmos penitenciais. Conta-se que ao fim da cerimônia de leitura na sentença o réu murmurou: "eppur si muove" que pode ser traduzido como "e, no entanto, ela se move".

A pena foi cumprida em casas de amigos onde Galileu se hospedou até o fim da vida em 8 de Janeiro de 1642.