Que Dia é Hoje?

21/8/1940
Morre Leon Trotsky, revolucionário russo

Leon Trotsky (1879-1940), revolucionário comunista russo, um dos principais líderes soviéticos.

Filho de um próspero fazendeiro, tornou-se populista ainda cedo e foi atraído pelo marxismo. Em 1898, foi detido por várias vezes. Exilado na Sibéria em 1900, escapou em 1902, usando um passaporte falso com o nome de Trotsky, seu nome verdadeiro era Lev Davidovich Bronstein. Foi para Londres e colaborou com Lênin no jornal revolucionário Iskra.

Após a separação do Partido Social Democrata Russo, Trotsky traçou um curso independente, hesitando durante vários anos entre os bolcheviques e os mencheviques. Retornando à Rússia, em 1905, tornou-se presidente do soviete de São Petersburgo e foi detido durante uma reunião. Na prisão, desenvolveu sua teoria de revolução permanente. Declarou que na Rússia o burguês e a revolução socialista poderiam se unir e então, a revolução proletária se espalharia por todo o mundo. Banido novamente para a Sibéria, escapou para Viena, onde trabalhou como jornalista.

Com a eclosão da Primeira Guerra, ele foi à Suíça e depois a Paris, onde foi um ativista das causas pacíficas. Expulso da França, mudou-se para Nova York, onde editou o jornal Novy Mir (novo mundo). Retornou a Rússia em maio de 1917, após a queda de Nicolau II, e, em julho, tornou-se um membro do Partido Bolchevique, sendo preso após uma rebelião.

Foi um dos organizadores da Revolução de Outubro, que colocou os bolcheviques no poder. Trotsky tornou-se comissário das relações exteriores do partido. Ele era a figura principal nas negociações de paz entre a Rússia e os poderes centrais. No Tratado de Brest-Litovsk a Rússia se submeteu a situações humilhantes e Trotsky renunciou.

Tornou-se comissário de guerra em 1918 e organizou o exército vermelho na guerra civil que se seguiu à Revolução. Durante a guerra civil, cresceu a inimizade entre Trotsky e Lênin. Stálin foi nomeado secretário geral do partido em 1922. Com a morte de Lênin, o poder foi passado para Stálin.

Defendendo a Revolução Mundial, Trotsky entrou em conflito com Stálin devido a seus planos de "socialismo em um só país". Trotsky foi despedido do posto de comissário de guerra em 1925. Foi expulso do Partido em 1927 e, em janeiro do ano seguinte, foi exilado em Alma-Ata. Em 1929 foi obrigado a deixar a URSS, recebendo asilo na Turquia.

Em 1933 foi para França e depois para Noruega. Em 1936, Trotsky mudou-se com sua família para a Cidade do México, onde foi assassinado em 20 de agosto de 1940, pelo comunista Ramón Mercader, possivelmente a mando de Stálin.

Conteúdos relacionados
» Revolução Russa