Que Dia é Hoje?

14/3/1879
Nasce Albert Einstein
Físico alemão, nascido na pequena cidade de Ulm. Na juventude sofreu com a rigorosidade da escola alemã e com os altos e baixos da vida financeira da família, além do preconceito anti-semita (Einstein era judeu). Passou a infância em Munique, onde desde pequeno demonstrava excentricidades para sua faixa etária: em vez de jogos infantis com outras crianças, preferia construir sozinho complicadas estruturas de cubos de madeira.

Tinha facilidade para cálculos e chegou a demonstrar para seu tio o teorema de Pitágoras, aos sete anos. Por outro lado, era péssimo em matérias que exigiam memorização como línguas, história e geografia. Em função disso, os pais acreditavam que podia ter algum tipo de dislexia.

Aos 15 anos abandonou a escola e se mudou para Milão, onde seus pais tinham ido morar. Um ano depois, o pai não pode mais sustentá-lo em função da má situação da fábrica da família. Foi então que Albert decidiu seguir carreira na física. Como não possuía o diploma de estudos secundários, no entanto, não poderia entrar numa universidade. Optou por um curso técnico e fez provas para a Escola Politécnica Federal de Zurique (ETH), nas quais foi reprovado pelo seu péssimo desempenho em zoologia, línguas e botânica.

Aos dezesseis anos, Einstein estava na escola secundária em busca de um diploma, e se preocupava com um problema que nem ele, nem seu professor sabiam resolver: queria saber qual o aspecto que teria uma onda luminosa para alguém que a observasse viajando com a mesma velocidade que ela. Esse problema voltaria mais tarde, quando formulou sua teoria da relatividade.

O insucesso na obtenção de um emprego universitário, logo após a formatura, obrigou Einstein a aceitar um cargo temporário numa escola secundária. Alguns meses depois ficou desempregado e passou a ministrar eventuais aulas particulares

Entre 1909 e 1913 lecionou em Berna, Zurique e Praga. Voltou à Alemanha em 1914, pouco antes do início da Primeira Guerra Mundial. Aceitou um cargo de pesquisa na Academia Prussiana de Ciências junto com uma cadeira na Universidade de Berlim. Também assumiu a direção do Instituto Wilhelm de Física em Berlim.

Em 1915 apresentou sua teoria da relatividade geral. No ano seguinte o cientista publicou "Fundamento Geral da Teoria da Relatividade". Em 1919 tornou-se conhecido em todo o mundo, depois que sua teoria foi comprovada em experiência realizada durante um eclipse solar. Einstein ganhou o Prêmio Nobel de Física de 1921 e foi indicado para integrar a Organização de Cooperação Intelectual da Liga das Nações. No mesmo ano, publicou "Sobre a Teoria da Relatividade Especial e Geral".

Em 1933, Hitler chegou ao poder na Alemanha e o cientista foi aconselhado por amigos a deixar o país, renunciando mais uma vez à cidadania alemã. Em outubro do mesmo ano, Einstein partiu para os Estados Unidos, onde passou a integrar o Instituto de Estudos Avançados da Universidade de Princeton.

Em 1941 teve início o Projeto Manhattan, que visava o desenvolvimento da bomba atômica pelos americanos, do qual Einstein não participou. Em 1945, renunciou ao cargo de diretor do Instituto de Estudos Avançados da Universidade de Princeton, mas continuou a trabalhar naquela instituição.

A intensa atividade intelectual de Einstein resultou na publicação de grande número de trabalhos, entre os quais "Por Que a Guerra?" (1933), em colaboração com Sigmund Freud; "O Mundo como Eu o Vejo" (1949); e "Meus Últimos Anos" (1950). A principal característica de sua obra foi uma síntese do conhecimento sobre o mundo físico, que acabou por levar a uma compreensão mais abrangente e profunda do universo.

Em 1952, Ben-Gurion, então primeiro-ministro de Israel, convidou Albert Einstein para assumir o cargo de presidente do Estado de Israel. Doente, Einstein recusou. Uma semana antes de sua morte assinou sua última carta, endereçada a Bertrand Russell, concordando em que o seu nome fosse incluído numa petição exortando todas as nações a abandonar as armas nucleares.

Contribuindo para a física no século XX com duas importantes teorias - a dos quanta e da relatividade -, Einstein deu à primeira o elemento essencial de sua concepção do fóton, indispensável para que mais tarde se fundissem, na mecânica ondulatória de Louis de Broglie, a mecânica e o eletromagnetismo. E deu à segunda sua significação completa e universal, que extrapola os campos da ciência pura e atinge as múltiplas áreas do conhecimento.

Algumas das descobertas de Einstein - como a noção de equivalência entre massa e energia e a do continuum quadridimensional, suscitaram interpretações filosóficas de diversas tendências.

O físico morreu em 18 de abril de 1955, em Princeton, Nova Jersey, aos 76 anos.
Conteúdos relacionados
» Albert Einstein