Que Dia é Hoje?

24/2/1932
Voto feminino é aprovado no Brasil

Após uma longa luta, iniciada antes da Proclamação da República no Brasil, o direto ao voto feminino foi concedido. Mesmo assim, a conquista não foi completa. O Código Eleitoral Provisório decretou que o direito fosse destinado apenas às mulheres casadas e viúvas e solteiras que tivessem renda própria. Essas estariam aptas a votar. O Código Eleitoral de 1934 acabou com as restrições ao voto feminino, entretanto ele era opcional, passando a obrigatório em 1946.

O direito ao voto feminino começou pelo Rio Grande do Norte. Em 1927, o Estado se tornou o primeiro do país a permitir que as mulheres participassem diretamente das eleições. Em 1928, Alzira Soriano foi eleita prefeita de Lajes, no Rio Grande do Sul, mas foi impedida de terminar seu mandato, pois os votos femininos foram anulados.

Para conquistar esse direito muitas mulheres precisaram lutar, e entre algumas delas estão Julia Barbosa, Bertha Lutz, Leolinda Daltro, Celina Vianna, Nathércia da Cunha Silveira, Antonietta de Barros, Almerinda Gama, Jerônima Mesquita, Maria Luisa Bittencourt, Alzira Teixeira Soriano, Carlota Pereira de Queiroz, Josefina Álvares de Azevedo, Carmen Portinho, Elvira Komel, Amélia Bevilacqua, Isabel de Sousa Matos.